Amor e fidelidade no esquecido Cântico da Vinha

Proposta para uma interpretação poético-imaginativa de "Cantares"

  • José da Cruz Lopes Marques

Resumo

O presente ensaio pretende apresentar uma leitura poético-imaginativa do Cântico dos cânticos de Salomão. Nesta releitura, abandonaremos as interpretações que veem o amor conjugal de forma alegórica, bem como a tendência de ver nas entrelinhas do poema um diálogo entre o rei de Israel e sua Amada Sulamita. Assumiremos a existência de três personagens, a saber, Salomão: o anti-herói, a Sulamita: a heroína e o pastor: o herói. Este último o verdadeiro amado da Sulamita. Ao introduzirmos este terceiro personagem perceberemos melhor a natureza fiel do amor expressa neste poema.

Publicado
2020-08-06