Análise da expressão "Filhos de Abraão" na teologia paulina

  • Igor Guedes Instituto Federal do Rio Grande do Norte

Resumo

O objetivo deste trabalho é procurar compreender o que Paulo desejava retratar ao chamar os crentes de “filhos de Abraão”. Isso será feito a partir de um levantamento da eclesiologia paulina, no que se refere às figuras veterotestamentárias que ele se apropria para representar a Igreja, e uma posterior análise de algumas interpretações de duas escolas teológicas (aliancismo e dispensacionalismo) acerca da paternidade de Abraão. Em seguida, será feita uma avaliação dessas interpretações através de temas que são necessários a essa discussão e que são importantes para estabelecer uma resposta coerente com a teologia bíblica.

Publicado
2020-08-06