Bayesianismo e Teologia: uma introdução aos usos e limites nos debates recentes

  • Francisco Dário de Andrade Bandeira Universidade Federal do Ceará

Resumo

Esse artigo procura apresentar as noções centrais de como se constituiu a argumentação probabilística
bayesiana. Em diálogo com a teologia, particularmente a apologética, são apresentados alguns
elementos históricos, adentrando progressivamente aos pressupostos de uma versão/modelo do teorema
de Bayes. Segue-se expondo os raciocínios imediatos e que subjazem nos estudos nesse campo de
cálculos da probabilidade subjetiva. Expõe-se então exemplos de como filósofos e apologetas cristãos têm
utilizado o teorema de Bayes em seus campos de pesquisa e debates. Nesse contexto, são apresentadas
duas importantes objeções ao uso do bayesianismo. Diante da exposição sobre o bayesianismo e das
duas objeções, apresentam-se algumas sugestões que destacam aspectos específicos que estão
“aninhados” ao se adotar a metodologia bayesiana. Uma tentativa de possibilidade de respostas às
referidas objeções usando noções mais técnicas de “informação” e “restrições” compõe a parte final do
artigo. Desse trabalho devem emergir elementos para uma argumentação apologética situada e
aproximativa.

Publicado
2020-05-18