A lenda do “Grande Inquisidor” como expressão do niilismo moral da sociedade moderna

  • Antônio Francimar da Silva Lima Universidade Federal do Ceará

Resumo

Dostoiévski, em sua obra máxima Os irmãos Karamazov, cria o personagem ideia Ivan que encarna o conceito do niilismo filosófico dominante na Europa do século 19. Pautada na lógica de que os valores cristãos são subjetivos e impositivos pela tradição judaico-cristã, deveria a partir de uma concepção antropocêntrica estabelecer novos valores para o homem. Essa morte da tradição se percebe no parricídio karamazoviano, em que três filhos legítimos e um bastardo corroboram para a morte do pai. Ivan desenvolve o conceito de que “se Deus está morto, tudo é permitido”, o que serve de encorajamento para Smierdiákov matar o pai, desejo compartilhado por outro filho, Dmitri. A lenda do grande inquisidor é um “poema” em que Cristo volta à terra, mas é julgado na inquisição espanhola, pois ele não deveria ter resistido a tentação no deserto. A lenda coroa a ideia de Ivan de que os valores cristãos precisam ser substituídos.

Publicado
2020-05-18