Linguística e o Novo Testamento Grego

  • Valney Veras da Silva Faculdade Batista do Cariri

Resumo

Com o advento da linguística moderna, os estudos no Novo Testamento Grego se aprofundaram, passando de uma análise lexical ou morfossintática, típico de uma exegese objetivista, para outros campos dos estudos linguísticos, e da linguagem; tais como em uma análise que contempla os aspectos semânticos, pragmáticos, e até a Análise de Discurso de orientação francesa, e a Análise de Discurso Crítica. Como se observa, a proposta deste trabalho, com caráter de revisão da literatura, é apresentar para o exegeta a relevância da linguística para a exegese do Novo Testamento Grego, as várias possibilidades de vertentes para a investigação do texto/discurso neotestamentário, a fim de sofisticar a análise do texto bíblico com vistas a uma interpretação coerente.
Publicado
2017-08-02
Seção
Artigos